13 de Dezembro de 2012
Por José Manuel Costa

O Departamento de Energia & Alterações Climáticas britânico lançou um concurso de PR para um dos seus projectos de sustentabilidade, o programa Green Deal. Esta iniciativa, que tem recolhido algumas críticas em solo inglês, tem como objectivo encorajar os cidadãos do Reino Unido – mas também as empresas – a investir em soluções de eficiência energética e tecnologias verdes.

 

O Governo de David Cameron dá um prazo extremamente curto para levar o projecto a bom porto – 2015 – e daí advêm as críticas. É um prazo irrealista e foi recebido de forma hesitante, até por parte dos apoiantes institucionais.

 

Este é um excelente exemplo de como uma estratégia de Public Engagement poderia ser uma mais-valia, ajudar a ligar todos os stakeholders e potenciar o sucesso do projecto para lá dos gabinetes ministeriais.

 

Ontem, curiosamente, apresentámos o Projeto 80, um programa de âmbito nacional que pretende dinamizar o movimento associativo das escolas, promovendo a educação para a sustentabilidade, empreendedorismo e cidadania democrática nas escolas.

A meu ver, este é um programa-chave para o futuro do País.

 

É uma iniciativa conjunto do Green Project Awards (GCI, Quercus e Agência Portuguesa do Ambiente), do Instituto Português da Juventude, da Secretaria de Estado do Ambiente e do Ordenamento do Território, da Secretaria de Estado do Ensino Básico e Secundário e da Secretaria de Estado do Desporto e Juventude.

 

Não vos irei explicar a iniciativa na íntegra – podem fazê-lo aqui –, mas não deixarei de realçar a importância que ela terá no futuro do país e dos portugueses. As associações de estudantes do ensino básico e secundário são chave no desenvolvimento de projectos de sustentabilidade. Falo de gestão eficiente dos recursos, diminuição da pegada carbónica e hídrica, biodiversidade, gestão eficiente de recursos, economia verde ou inovação social.

 

Na GCI – através do Green Project Awards – daremos uma especial importância à forma como os diversos stakeholders, nomeadamente os empresariais, poderão chegar a estes jovens e ajudá-los a desenvolverem estes projectos, assegurando o sucesso do projecto para lá dos gabinetes ministeriais.

 

 


| ... e mais assim! | partilhar

Perfil
Pesquisa
 
Artigos recentes

Confiança – um longo cami...

Os projectos que derrotam...

Nutrition Awards: renovaç...

GPA Brasil: nova edição a...

Portugal, Brasil e as par...

Integração

Expansão lusófona

Economia Verde: o novo pr...

Cooperação brasileira

Dan Edelman (1920-2013)

Ligações
Arquivo

Janeiro 2015

Junho 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Categorias

todas as tags

Subscrever feeds