17 de Outubro de 2008
Por José Manuel Costa

A proposta de Orçamento de Estado para 2009 inclui um relatório que adia para 2039 o cenário de défice na Segurança Social.

 

 

Não vou aqui falar das políticas adoptadas pelo Governo para tornar a situação financeira da Segurança Social mais sustentável no longo prazo. De todo que não! Mas um dado é curioso: 16,7% da população residente em Portugal tem mais de 65 anos. Daqui a 12 anos as previsões apontam para que sejamos 21,5%.

 

 

Com uma população sénior a recusar-se a parar, a calçar as pantufas, a passar o dia no jardim a jogar cartas ou em frente ao televisor, novas oportunidades de negócios começam a surgir.

 

 

Se à vitalidade juntarmos o poder de compra dos seniores e a vontade destes em fazer acontecer, somos colocados perante uma equação onde o “x” será sempre igual a algo de novo. A um benefícios que com muita probabilidade ainda não está explorado.

 

 

Aliás, uma análise McCann de 2007 defendia que a população sénior significa cada vez mais oportunidade de negócio.

 

Se há negócio é porque existe troca de bens ou serviços. Por isso a comunicação / divulgação desses bens ou serviços é fundamental. Mas... como está o Marketing a olhar para esta cada vez maior franja de mercado?

 

Para comunicar de forma consistente, eficiente e eficaz com os seniores é necessário focar a atenção em aspectos que hoje são esquecidos. Pontos como: o saber de experiência feito, o retratar pela positiva os estilos de vida, a sabedoria.

 

Sem nunca perder de vista que muitos seniores têm “contratos de fidelização” de décadas com algumas marcas, é deveras importante ter sempre presente que os seniores, do mesmo modo que gostam de viajar, adoram experimentar produtos novos, têm tendência para valorizar práticas relacionadas com turismo e desporto. Também não descuram a necessidade da aprendizagem constante.

 

Com uma oferta de mercado incipiente e de algum modo verde para esta faixa etária, é caso para desejar que o Marketing funcione em contra-ciclo com a proposta de Orçamento de Estado para 2009.

 

PS: A Gingko ouviu vários seniores e na edição de amanhã revela porquê e como cada vez mais pessoas gozam, em simultâneo, experiência e velhice.

Categorias:

| ... e mais assim! | partilhar

Perfil
Pesquisa
 
Artigos recentes

Confiança – um longo cami...

Os projectos que derrotam...

Nutrition Awards: renovaç...

GPA Brasil: nova edição a...

Portugal, Brasil e as par...

Integração

Expansão lusófona

Economia Verde: o novo pr...

Cooperação brasileira

Dan Edelman (1920-2013)

Ligações
Arquivo

Janeiro 2015

Junho 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Categorias

todas as tags

Subscrever feeds