29 de Agosto de 2008
Por José Manuel Costa

Barack Obama deu a conhecer a sua escolha para candidato à vice-presidência dos Estados Unidos da América através de SMS, ou mensagem recebida via telemóvel.

 

Naquela que é já considerada a melhor campanha política de sempre, Barack Obama, ou melhor, David Plouffe, director da campanha presidencial, está a saber gerir, como ninguém até hoje havia ousado, uma estratégia de comunicação com meios ainda não convencionais.

 

Num claro recurso a plataformas de comunicação como o SMS, o MMS, o YouTube, os blogs, a eleição do 44.º presidente dos Estados Unidos da América, que ocorrerá no Outono, é já e por si só uma vitória. Uma vitória da comunicação e da forma como chegar mais perto do eleitorado.

 

Sem tomar partido por Democratas ou Republicanos, a verdade é que a decisão de trocar o formato conferência de imprensa ou discurso televisivo pelo envio de e-mail, SMS ou MMS, para apoiantes e simpatizantes permite não só gerar buzz como engrossar a mailing list para futuros envios de mensagens.

 

No caso de Obama, o poder do digital tem também permitido que o candidato Democrata seja o campeão da recolha de fundos através, exactamente, da Internet.

 

Quando um candidato dá “luz verde” ao seu director de campanha – no caso David Plouffe – para enviar um e-mail aos apoiantes, para que estes saibam em “primeira-mão” o nome do candidato a vice-presidente dos Estados Unidos da América, e a convidá-los a remeter esse mesmo e-mail para amigos está a fazer História. Está a demonstrar o poder do digital, a força do “passa palavra” e, sobretudo, a permitir que o receptor sinta que é único, que tem poder. Uma autoridade que vai para além do voto que deposita na urna. Está a inaugurar um novo ciclo na forma de comunicar e fazer política.

 

Agora que Obama já disse formalmente “Sim” ao convite para ser candidato à Casa Branca que fórmulas irão ser eleitas para comunicar outros desafios e outras decisões?

 

Categorias: ,

| ... e mais assim! | partilhar

26 de Agosto de 2008
Por José Manuel Costa

Lisboa de 2008 tem muito pouco da capital de Portugal de 1988. Desde o dia em que o Chiado acordou em chamas muita coisa mudou no País. Da política, à economia, da cultura ao desporto muita coisa mudou em 20 anos, o tempo que o Chiado necessitou para sorrir.

 

Em duas décadas Portugal viu chegar as grandes superfícies e os centros comerciais, assistiu à privatização da banca, dos seguros, integrou o sistema monetário europeu, formou campeões, ergueu a Expo'98, organizou o Euro 2004, construiu pontes e rasgou estradas e outras vias de comunicação. Assistiu ao nascimento da televisão privada, viu nascer jornais, revistas e rádios, referendou a regionalização e o aborto, presidiu à União Europeia e a política interna teve viragem à direita e à esquerda. E as pessoas? Quando nos lembramos daquilo que éramos em 1988... tão diferentes que estamos.

 

E daqui por 20 anos? Que mudanças Portugal estará operado? Teremos a alta velocidade, um novo aeroporto, novas acessibilidades que nos permitirão chegar mais rapidamente a qualquer lugar. Teremos certamente novos rostos nos lugares de gestão e da política. E a comunicação? Para onde caminha a comunicação?

Categorias:

| ... e mais assim! | partilhar

Por José Manuel Costa

Nos últimos tempos muito se tem escrito, falado, comentado, discutido acerca do mundo da blogosfera e do seu poder junto das empresas, de quem gere e faz comunicação, junto da sociedade civil e sobre o “poder” de quem escreve.

 

Ao chegar fisicamente à blogosfera, ao passar das palavras ao acto, não posso deixar de recordar uma afirmação que proferi em 2005, ainda a comunidade e conteúdos que constituem os blogs estavam longe daquilo que são hoje. Dizia eu, em entrevista, que "outra ferramenta de relações públicas e comunicação estratégica nos próximos dois anos serão os blogues. Será impossível fazer comunicação sem blogs. Não haverá forma de passar sem eles".

 

Três anos depois a realidade ai está a dar-me razão! Os blogs são um percurso sem volta, que levam as pessoas a sentirem que são ouvidas online. A sentirem que podem influenciar outros a gerar redes de confiança e de partilha de informação e opinião. A sentirem que fazem parte da democratização da comunicação, que podem gerar buzz.


| ... e mais assim! | partilhar

8 de Agosto de 2008
Por José Manuel Costa

 

A Arquitectura e a Comunicação sempre foram as minhas grandes paixões, tendo sido a última a minha opção de vida. Já lá vão alguns anos desde a licenciatura em Comunicação Empresarial na cidade de Milão, que claramente deu as ferramentas e mostrou novos horizontes, os quais me levaram à criação do Grupo GCI. Tinha na altura 29 anos.

 

Comecei o percurso profissional no jornalismo económico, tendo alguns anos depois transitado para o “outro lado”, onde estive como consultor de comunicação, sobretudo nas áreas de imprensa e política.

 

Aos 43 anos chego à blogosfera, um mundo fascinante, desregulado e sem constrangimentos. Por isso, julgo ser o espaço ideal para acolher ideias novas, onde a ortodoxia tem muito pouco espaço, à semelhança da empresa que presido.


| ... e mais assim! | partilhar

Perfil
Pesquisa
 
Artigos recentes

Confiança – um longo cami...

Os projectos que derrotam...

Nutrition Awards: renovaç...

GPA Brasil: nova edição a...

Portugal, Brasil e as par...

Integração

Expansão lusófona

Economia Verde: o novo pr...

Cooperação brasileira

Dan Edelman (1920-2013)

Ligações
Arquivo

Janeiro 2015

Junho 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Categorias

todas as tags

Subscrever feeds