1 de Março de 2010
Por José Manuel Costa

Um dos temas que mais abordo neste blog é o da confiança. Isto deve-se, em parte, ao Trust Barometer, o estudo da Edelman que avalia os níveis de confiança das pessoas em relação às empresas, governos, media e organizações não-governamentais (ONG).

 

Mas a confiança, Trust Barometer à parte, está mesmo na ordem do dia. Há umas semanas, na sequência (da sequência) de notícias do Financial Times sobre os PIGS/PGS, avancei aqui a hipótese de Portugal, Espanha e Grécia lançarem uma estratégia de comunicação comum para injectar confiança nos investidores, consumidores e sistema financeiro.

 

Hoje descobri que a Espanha – através das Câmaras de Comércio daquele país e de várias empresas do IBEX 35 – se antecipou a esta hipotética lógica de comunicação inter-países com uma campanha 360º. O objectivo? Tentar aumentar o nível de confiança e moral dos cidadãos.

 

A campanha, que pode ser consultada aqui, foi lançada há poucos dias mas tem tudo para ser um sucesso. O objectivo, segundo explicou a assessora externa para este projecto, Susana Díaz, à Anúncios, é “levantar a confiança de cidadania de todo um país e gerar a maior terapia social da história”. São, como se pode ver, objectivos muito exigentes, mas a complexidade da actual situação espanhola não se presta a menos.

 

A campanha mistura relatos de famosos e anónimos (incluindo a própria Susana Díaz) e tem como slogan “Vamos a arreglar esto”, qualquer coisa como “Vamos consertar isto”. O tom da campanha leva-nos também para a lógica do “todos juntos conseguiremos consertar (e ultrapassar) esta situação”.

 

Como explica à Anúncios um dos responsáveis pela campanha, Juan Manuel de la Nuez, da SCPF, esta faz uma “chamada de atenção aos cidadãos. Diz-lhes que é este o momento de mudar o estado de ânimo e de dar a volta à situação. Temos de conseguir que, em vez das más notícias, se difundam exemplos de optimismo que demonstrem que com esforço e imaginação podemos sair desta situação”.

 

Foi também criada uma Fundação Confiança, que fará, de forma coerente, a gestão desta “campanha de interesse social”, como referiu o Ministério da Indústria do país vizinho.


Aconselho vivamente a pesquisa pelo site para perceber todo o potencial deste projecto de responsabilidade social e económica.

 

Para além de todo o potencial do projecto, que ainda está no início mas já tem 35 mil aderentes, importa realçar que, para fazer face à maior crise económica e financeira das últimas décadas em Espanha, as instituições colocam a chave da retoma e da credibilidade nas mãos da comunicação. Isto sim, é confiança.


| ... e mais assim! | partilhar

Perfil
Pesquisa
 
Artigos recentes

Confiança – um longo cami...

Os projectos que derrotam...

Nutrition Awards: renovaç...

GPA Brasil: nova edição a...

Portugal, Brasil e as par...

Integração

Expansão lusófona

Economia Verde: o novo pr...

Cooperação brasileira

Dan Edelman (1920-2013)

Ligações
Arquivo

Janeiro 2015

Junho 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Categorias

todas as tags

Subscrever feeds