24 de Março de 2010
Por José Manuel Costa

É preciso reforçar a luta contra a tuberculose para tornar Portugal num país com baixa incidência da doença – o que implica ter menos de 20 casos por 100 mil habitantes. As palavras podem não ser bem estas, mas a ideia foi explicada pela Ministra da Saúde, Ana Jorge, que falava hoje, (citada pela Lusa) no dia mundial da tuberculose.

 

Segundo a Direcção-Geral de Saúde, Portugal registou no ano passado 2756 casos de tuberculose, menos 8% do que em 2008, mas estes números não nos permitiram baixar a fasquia dos 20 casos por mil habitantes, que conferem a categoria de país de baixa incidência. Também hoje, o responsável da Organização Mundial de Saúde (OMS) pela tuberculose, Mario Raviglione, mostrou-se (cuidadosamente) optimista em relação ao futuro.

 

"36 milhões de pessoas foram já curadas desde 1995, sendo que a detecção [está a subir] desde 1995. E, desde há cinco anos, estamos a abrandar a curso de novos casos per capita. São sinais de sucesso”, explicou.

 

O Financial Times explica, porém, que um dos principais riscos da tuberculose é um certo sentimento de complacência que existe “num campo que foi deixado maioritariamente aos especialistas médicos e que não conseguiu chamar a atenção de uma audiência maior”. Paralelamente, a tuberculose é, das três grandes doenças infecciosas – as outras duas são o VIH/SIDA e a malária – a que menos atenção ou recursos financeiros consegue gerar.

 

 

 

É preciso mudar esta situação – não necessariamente em prejuízo da atenção dada às outras duas doenças. Organização Mundial de Saúde, instituições académicas, organizações humanitárias, empresas ou associações de profissionais de saúde, todos temos que lutar contra esta complacência. Em Portugal não será bem assim – o facto do ex-presidente da República, Jorge Sampaio, ser o Enviado Especial do Secretário-geral das Nações Unidas para a Luta Contra a Tuberculose terá ajudado a aumentar a notoriedade da doença em Portugal.

 

Mas ainda não somos um país de baixa incidência. E isso temos, como disse Ana Jorge, que mudar, reforçando a nossa luta contra a tuberculose.

 

 

PS: Todos os dias morrem 4.200 pessoas, em todo o mundo, vítimas da tuberculose. É um número incrivelmente assustador.


| ... e mais assim! | partilhar

Perfil
Pesquisa
 
Artigos recentes

Confiança – um longo cami...

Os projectos que derrotam...

Nutrition Awards: renovaç...

GPA Brasil: nova edição a...

Portugal, Brasil e as par...

Integração

Expansão lusófona

Economia Verde: o novo pr...

Cooperação brasileira

Dan Edelman (1920-2013)

Ligações
Arquivo

Janeiro 2015

Junho 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Categorias

todas as tags

Subscrever feeds