27 de Abril de 2010
Por José Manuel Costa

A televisão estatal indiana Doordashan começou a transmitir no mês passado um concurso/reality show, baseado no “Quem quer ser Milionário”, que irá premiar vilas e cidades que invistam na promoção da sustentabilidade.

 

O programa chama-se Green Kerala Express e foca-se sobretudo nas instituições ou grupos de pessoas das zonas rurais de Kerala que lideram o processo de desenvolvimento sustentável. Ou, pelo menos, que tentam faze-lo.

 

O programa recebeu 250 inscrições e tem sido motivo de conversas permanentes na sociedade indiana. Pelo menos naquela região, como prova o tipo de concorrentes que já apresentaram os seus projectos: desde a vila que tem rejeitado liminarmente a utilização de fertilizantes e pesticidas em prol da agricultura orgânica ou o grupo de donas de casa que converte lixo doméstico em bio-combustíveis.

 

Outro dos projectos passa por substituir as luzes de um bairro inteiro por uma iluminação mais sustentável. Simples mais eficaz. (um pouco na senda do nosso projecto Vila do Clima)

 

Ao todo são 105 episódios, em formato que combina reality show com programa de viagens, e que servirão de base para um período de perguntas e respostas do júri e audiência.

 

Este projecto é paradigmático por vários motivos. Em primeiro lugar, porque mistura o apoio do Estado (o projecto vencedor recebe 160 mil euros), entretenimento, exposição fortíssima nos media e redes sociais (o programa está em todas as principais). E, sobretudo, trata-se de avaliar - e promover - o esforço colectivo das populações daquela região em trabalhar para o desenvolvimento sustentável e melhoria do nível de vida.

 

Vindo de um BRIC, acho que este último ponto é importantíssimo. Os próprios apresentadores vão viajar de bicicleta pelas vilas de Kerala para apresentar os 105 episódios do Green Kerala Express.

 

É também um projecto que vai trazer para o dia-a-dia aquela região indiana temas “escondidos” da habitual discussão sobre as alterações climáticas e emissões de carbono, como a agricultura sustentável, a conservação da água, a segurança alimentar, a saúde, a educação, a energia, os ecoedifícios ou até, segundo a Fast Company, a questão dos direitos da mulheres.

 

Na verdade, o que está aqui em jogo é uma questão que já falei em vários posts: a mudança de mentalidades. Estes projectos são o território natural das Public Relations, sejam neste ou noutro formato.

 

Este é o primeiro de três posts que irei escrever sobre os BRIC. O projecto Green Kerala Express, por seu lado, pode ser seguido aqui.


| ... e mais assim! | partilhar

Perfil
Pesquisa
 
Artigos recentes

Confiança – um longo cami...

Os projectos que derrotam...

Nutrition Awards: renovaç...

GPA Brasil: nova edição a...

Portugal, Brasil e as par...

Integração

Expansão lusófona

Economia Verde: o novo pr...

Cooperação brasileira

Dan Edelman (1920-2013)

Ligações
Arquivo

Janeiro 2015

Junho 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Categorias

todas as tags

Subscrever feeds