26 de Maio de 2010
Por José Manuel Costa

Muito interessante o recente estudo publicado pela Edelman sobre os assuntos que influenciam a confiança dos consumidores nas empresas de entretenimento.

 

O Trust in the Entertainment Industry, que já vai na sua quarta edição, revela uma mudança na forma como os consumidores estão perceber (ou percepcionar) as redes sociais, que se estão a tornar em redes de entretenimento. Entretenimento social, leia-se.

 

Segundo o estudo, os consumidores acreditam que as redes sociais são responsáveis por proporcionar melhores experiências que outras formas mais “conhecidas” de entretenimento. Assim, a pesquisa refere que a Internet é já a segunda fonte “frequente” de entretenimento, logo a seguir à televisão.

 

Na faixa dos consumidores entre os 18 e os 24 anos, 73% dos norte-americanos e 61% dos britânicos afirma que vê as redes sociais como uma forma de entretenimento. Estes números descem ligeiramente quando a faixa etária sobe para os 35-49 anos: 50% nos Estados Unidos e 56% no Reino Unido. (o estudo foi conduzido nos EUA e Reino Unido)

 

Porém, os consumidores ainda não identificam as redes socais como empresas de entretenimento. Mesmo que procurem nelas experiências valiosas e considerem que estas fornecem melhores experiências de entretenimento que as empresas especializadas em música, jogos ou televisão.

 

“Não é surpreendente ver que a televisão lidera [esta] lista, mas é significante perceber que a internet é a segunda fonte de entretenimento – uma evolução desde a sua origem como fonte de informação. Acreditamos que todas as empresas existem hoje nesta nova era a que chamamos de entretenimento social (social entertainment) e vamos continuar a ver esta influência na forma como os consumidores e as empresas se relacionam com o entretenimento e entre eles próprios”, explicou Gail Becker, da Edelman.

 

Atenção, volto a destacar que este estudo foi conduzido nos Estados Unidos e Reino Unido. Ainda assim, estas conclusões poderão ter implicação, a médio e longo prazo, na própria indústria do entretenimento.

 

É também interessantes perceber que, se em 2008 os conteúdos gratuitos foram o assunto dominante desta pesquisa, este ano a possibilidade de aceder a conteúdos em várias plataformas liderou a escolha dos inquiridos.

 

E mais: 58% dos norte-americanos e 53% do britânicos disseram mesmo que estariam dispostos a pagar por conteúdos se estes estiverem acessíveis em várias plataformas.

 

Ainda assim, os consumidores não estão dispostos a abdicar da sua privacidade para obter entretenimento (esta é uma boa dica para o Facebook).

 

Também importante é perceber a relação entre a confiança e as empresas de entretenimento. O estudo demonstra que os consumidores que mais confiam nas empresas de entretenimento são os que estão dispostos a gastar mais com os seus produtos.

 

Por isso é tão importante a confiança na relação com todos os stakeholders.

 

E a criação desta confiança passa por "ouvir" com uma nova inteligência, participar na conversa, criar e co-criar conteúdos, socializar, ser o campeão da transparência, construir parcerias activas e "abraçar" complexidade.


| ... e mais assim! | partilhar

Perfil
Pesquisa
 
Artigos recentes

Confiança – um longo cami...

Os projectos que derrotam...

Nutrition Awards: renovaç...

GPA Brasil: nova edição a...

Portugal, Brasil e as par...

Integração

Expansão lusófona

Economia Verde: o novo pr...

Cooperação brasileira

Dan Edelman (1920-2013)

Ligações
Arquivo

Janeiro 2015

Junho 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Categorias

todas as tags

Subscrever feeds