17 de Junho de 2010
Por José Manuel Costa

Há um lugar comum que todos os anos ouvimos em conferências e seminários, lemos em artigos ou livros de negócios: crise, em mandarim, significa oportunidade. É um cliché que soa bem, mantém os auditórios atentos e faz as delícias dos jornalistas.

 

Esta velha máxima chinesa é, apenas em parte, verdadeira – se é que ela é verdadeira, há quem o conteste. As crises devem ser previstas. Este é o truque para as saber e conseguir ultrapassar.

 

A verdade é que, num clima económico instável onde a confiança nos mercados bate recordes negativos, não há milagres para quem está mal apetrechado para sobreviver a este cenário.

 

Há, porém, oportunidades (eu chamei cliché à velha máxima chinesa, não a neguei). No entanto, estas não surgem do nada, mas de uma estratégia bem delineada – e continuada – de investimentos.

 

Expansão internacional e a aposta em sectores como o digital e os conteúdos, e em políticas como a diversidade - não é surpresa para ninguém - estão entre as principais oportunidades do actual mercado de PR.

 

As parcerias, a boa relação com os stakeholders, o profissionalismo e a transparência são outras das características que podem – que vão – ajudar qualquer empresa a ultrapassar esta tempestade e a surgir, no fim da crise, melhor apetrechada que a sua concorrente – ou concorrentes – para um virar de página sempre saboroso.

 

O que podemos aprender com a crise? Que ela pode ser prevista. Aliás, que ela deve ser prevista. A sua magnitude, duração e consequências.

Categorias:

| ... e mais assim! | partilhar

Perfil
Pesquisa
 
Artigos recentes

Confiança – um longo cami...

Os projectos que derrotam...

Nutrition Awards: renovaç...

GPA Brasil: nova edição a...

Portugal, Brasil e as par...

Integração

Expansão lusófona

Economia Verde: o novo pr...

Cooperação brasileira

Dan Edelman (1920-2013)

Ligações
Arquivo

Janeiro 2015

Junho 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Categorias

todas as tags

Subscrever feeds