7 de Setembro de 2011
Por José Manuel Costa

O sucesso, como se sabe, não se faz de um dia para o outro. Ele constrói-se, entre outros, com tempo e talentos, de forma sustentada.

 

Nos últimos três anos tenho dedicado várias linhas deste blog a apresentar-vos a estrutura e estratégia da Edelman, a maior consultora de PR independente do globo e na qual a GCI é afiliada para Portugal desde 2005.

 

A Edelman surpreende por continuar a manter-se independente de qualquer mega grupo de comunicação, ao contrário das suas principais rivais, mas sobretudo pela capacidade de inovação (ia escrever reinvenção, mas inovação é a palavra mais correcta), de ir mais longe e colocar mais perguntas sobre o sector onde está (estamos) presente que os seus mais directos concorrentes.

 

Não me surpreendeu, por isso, que a Edelman tenha chegado este ano à liderança do prestigiante The Holmes Report.

 

A Edelman é o resultado do trabalho de um executivo carismático e visionário, Dan Edelman, que fundou a empresa em 1952, e da criatividade e liderança do seu filho Richard, actual presidente e CEO.

 

Este mês, a Edelman deu mais um passo no caminho da consolidação e reforço da liderança intelectual, com a nomeação de Claudia Patton como chief talent officer.

 

Patton terá lugar no comité executivo da Edelman, vai reportar directamente a Richard Edelman e trabalhar de perto com os responsáveis de recursos humanos, treino e desenvolvimento, gestão de performance, recrutamento, progressão de carreira e mobilidade global de colaboradores.

 

“Os clientes confiam na Edelman para a resolução de problemas complexos – e o recrutamento e gestão de talentos é crítico para o nosso sucesso”, explicou Richard Edelman num comentário oficial. “Vamos integrar o desenvolvimento de empregados em tudo o que fazemos, para garantir que estamos a atrair e desenvolver os maiores talentos da indústria”.

 

Richard Edelman não o disse, mas a verdade é que a Edelman está – realmente – a atrair os melhores talentos da indústria. E é por isso que os resultados aparecem. A Edelman terminou o ano fiscal de 2011 com um crescimento global de 18% e a contratação de 500 novos colaboradores em todo o mundo. São números impressionantes para a indústria, sobretudo nesta fase económica.

 

Quando apresentámos o Public Engagement, em Julho do ano passado, apelei aqui à candidatura de talentos em várias áreas. Volto a fazê-lo (basta preencher a sua candidatura neste link).

 


| ... e mais assim! | partilhar

Perfil
Pesquisa
 
Artigos recentes

Confiança – um longo cami...

Os projectos que derrotam...

Nutrition Awards: renovaç...

GPA Brasil: nova edição a...

Portugal, Brasil e as par...

Integração

Expansão lusófona

Economia Verde: o novo pr...

Cooperação brasileira

Dan Edelman (1920-2013)

Ligações
Arquivo

Janeiro 2015

Junho 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Categorias

todas as tags

Subscrever feeds