24 de Dezembro de 2012
Por José Manuel Costa

Desejo-vos um bom Natal e um excelente 2013.

 

2012 foi um ano complicado, pelo que todos os lugares-comuns desta época fazem ainda mais sentido. O próximo ano será o mais importante, em algumas décadas, para os portugueses, os desafios são tremendos, mas acredito que, dentro de 12 meses, estarei aqui com um discurso mais optimista e de médio/longo prazo.

 

Como líder de uma consultora de comunicação e Public Engagement, sei que a minha e nossa indústria será preponderante nesta fase da vida do nosso País. O desenvolvimento de projectos para a sociedade civil, com o apoio de organizações públicas e privadas e que têm como pano de fundo o empreendedorismo ou desenvolvimento sustentável, farão de Portugal um País com mais recursos, com uma maior independência de desenvolvimento económico e social.

 

Espero que 2013 marque o início de uma nova fase de contributo das consultoras de PR para o desenvolvimento de Portugal e das empresas portuguesas. As oportunidades estão aí, só temos de as aproveitar.  


| ... e mais assim! | partilhar

18 de Dezembro de 2012
Por José Manuel Costa

 

Em Outubro, a Edelman – na qual a GCI é afiliada exclusiva para Portugal – completou os seus 60 anos. A Edelman é a maior consultora independente de PR, a que mais cresce em todo o mundo e lidera a inovação na indústria.

 

Quem tem contacto directo com a indústria de marketing e PR sabe a importância que a Edelman teve e tem na evolução das Public Relations para um novo paradigma de liderança, não apenas nas áreas de comunicação e marketing mas também da consultoria de gestão em sustentabilidade ou ecologia, responsabilidade social, corporativa ou económica. Um processo que, de resto, ainda decorre.

 

Por tudo o que esta evolução representa para as PR, o novo livro de Franz Wisner torna-se indispensável para todos quem convivem diariamente com o mundo da comunicação.

 

Wisner foi colaborador da Edelman nos anos 90 e passou o último ano a escrever o livro Edelman and the Rise of Public Relations, para o qual entrevistou centenas de pessoas.

 

É uma excelente prenda de Natal para todos os consultores de comunicação e marketeers. O livro aborda a forma como a Edelman se tornou numa empresa de sucesso – e como Dan envolveu a sua família na continuação do negócio.

 

O livro relata ainda as primeiras decisões de Dan Edelman – antes mesmo de fundar a consultora – os trabalhos emblemáticos da consultora ao longo dos anos ou as contas e até reuniões mais carismáticas.

 

Na Edelman chamam-lhe o Livro do Dan. Eu ainda não li, confesso. Será uma questão de dias até mergulhar na fascinante história da Edelman, que se confunde com a própria história das PR e do Public Engagement.


| ... e mais assim! | partilhar

13 de Dezembro de 2012
Por José Manuel Costa

O Departamento de Energia & Alterações Climáticas britânico lançou um concurso de PR para um dos seus projectos de sustentabilidade, o programa Green Deal. Esta iniciativa, que tem recolhido algumas críticas em solo inglês, tem como objectivo encorajar os cidadãos do Reino Unido – mas também as empresas – a investir em soluções de eficiência energética e tecnologias verdes.

 

O Governo de David Cameron dá um prazo extremamente curto para levar o projecto a bom porto – 2015 – e daí advêm as críticas. É um prazo irrealista e foi recebido de forma hesitante, até por parte dos apoiantes institucionais.

 

Este é um excelente exemplo de como uma estratégia de Public Engagement poderia ser uma mais-valia, ajudar a ligar todos os stakeholders e potenciar o sucesso do projecto para lá dos gabinetes ministeriais.

 

Ontem, curiosamente, apresentámos o Projeto 80, um programa de âmbito nacional que pretende dinamizar o movimento associativo das escolas, promovendo a educação para a sustentabilidade, empreendedorismo e cidadania democrática nas escolas.

A meu ver, este é um programa-chave para o futuro do País.

 

É uma iniciativa conjunto do Green Project Awards (GCI, Quercus e Agência Portuguesa do Ambiente), do Instituto Português da Juventude, da Secretaria de Estado do Ambiente e do Ordenamento do Território, da Secretaria de Estado do Ensino Básico e Secundário e da Secretaria de Estado do Desporto e Juventude.

 

Não vos irei explicar a iniciativa na íntegra – podem fazê-lo aqui –, mas não deixarei de realçar a importância que ela terá no futuro do país e dos portugueses. As associações de estudantes do ensino básico e secundário são chave no desenvolvimento de projectos de sustentabilidade. Falo de gestão eficiente dos recursos, diminuição da pegada carbónica e hídrica, biodiversidade, gestão eficiente de recursos, economia verde ou inovação social.

 

Na GCI – através do Green Project Awards – daremos uma especial importância à forma como os diversos stakeholders, nomeadamente os empresariais, poderão chegar a estes jovens e ajudá-los a desenvolverem estes projectos, assegurando o sucesso do projecto para lá dos gabinetes ministeriais.

 

 


| ... e mais assim! | partilhar

26 de Novembro de 2012
Por José Manuel Costa

Pelo terceiro ano consecutivo, a GCI saiu da cerimónia de entrega dos Prémios Eficácia com projectos elogiados e reconhecidamente eficazes. É a prova de que estamos no caminho certo.

 

Já várias vezes o disse: dos prémios gosto do seu efeito de contágio e de promoção de boas práticas.

 

No caso dos Eficácia, e para além do objectivo principal do prémio, trata-se de um bom barómetro de inovação do nosso mercado.

 

Estes são prémios não colocam cada disciplina do marketing em compartimentos estanques. Os Eficácia reforçam a importância da comunicação integrada e global, que tem como único propósito servir os interesses de negócio do cliente, com criatividade, inteligência e consistência.


| ... e mais assim! | partilhar

16 de Novembro de 2012
Por José Manuel Costa

Quase dois anos depois de ter sido nomeado CEO da Edelman EMEA, Robert Phillips fica agora responsável pelo Public Engagement e estratégias futuras. Um cargo global e que reforça a influência de Phillips – e do que ele defende para o futuro das PR – na maior consultora independente do mundo.

 

É um cargo novo e que tem como função principal garantir que a Edelman continua a liderar a inovação na comunicação.

 

Com esta nomeação, a Edelman pretende manter-se à frente da concorrência – que vai avançando para a sua própria versão do Public Engagemente, mais ou menos inspirada no original, de Phillips – evoluindo para trabalhos inovadores e criativos.

 

Na sua função global de Estratégias Futuras, Phillips irá assegurar o desenvolvimento da propriedade intelectual da Edelman, a sua estratégia de prospecção de talentos e inovação.

 

Apesar de todas as alterações que surgem diariamente na nossa indústria, a Edelman mantém a liderança nas mudanças de rumo ou, neste caso, na evolução para liderar a comunicação. Nos Estados Unidos e resto do mundo. 


| ... e mais assim! | partilhar

7 de Novembro de 2012
Por José Manuel Costa

Comecei este blog em plena luta Obama/McCain, tendo dedicado vários posts à estratégia de David Plouffe para o então candidato democrata – hoje o reeleito presidente.

 

Obama fez um bom mandato, apesar de ter vacilado na Conferência de Copenhaga. Foi, para mim, o seu grande erro, não ter conseguido convencer os norte-americanos da necessidade de um acordo climático vinculativo.

 

Os grandes pontos altos, por outro lado, foram o Obamacare, a reforma - possível - da saúde norte-americana, e a sua coerência ao longo dos últimos quatro anos.

 

O próximo mandato continuará difícil, tendo Obama lançado já pontes para os seus rivais, alertando, no seu discurso de vitória, que ele, por si só, não pode decidir nada. É preciso trabalhar com todos os líderes políticos, cidadãos, só assim a América pode ter um futuro melhor.

 

Destaco ainda, do discurso de vitória de Obama, a menção às alterações climáticas e – ainda que indirectamente – às energias renováveis. O tema ficou a marinar durante a campanha, mas hoje Obama quis deixar claro que não se esqueceu que as crianças norte-americanas precisam de um País sem dívida, sem desigualdades e sem o poder destrutivo de um Planeta em aquecimento. Mais directo não poderia ser.

 

Finalmente, há a palavra esperança, que Obama injectou, há quatro anos, nos cidadãos do mundo – e não só nos norte-americanos. Uma palavra que esteve em stand-by durante tanto tempo, amarrada pela crise económica, e que tem de ser alimentada e libertada.

 

Esta palavra, na verdade, une Estados Unidos e Europa, os seus cidadãos. O futuro destas duas economias joga-se todos os dias, e esse será um dos principais desafios de Obama: liderar na economia verde, convencer os norte-americanos que as alterações climáticas são reais e estabelecer vasos comunicantes – também – com o lado de cá do Atlântico.


| ... e mais assim! | partilhar

24 de Outubro de 2012
Por José Manuel Costa

Na última semana, por momentos, voltei a 2007 e 2008, anos em que dediquei muito do meu tempo à estratégia de lançamento do Green Project Awards (GPA), que então não tinha o nome de nenhum País agarrado.

 

Durante estes dias, entre Moçambique e Cabo Verde, pude perceber que a marca GPA é e está forte, e que a visão das organizações e empresas moçambicanas e cabo-verdianas inclui o futuro sustentável como elo de ligação às comunidades.

 

Como já sabia, há muitos projectos, nos dois países, que têm o selo da sustentabilidade, ainda que as realidades sejam distintas.

 

Esta aprendizagem é bem-vinda. As reuniões, mais do que apresentações do projecto, servem como ponto de partida para a partilha de visões e ideias. Estas podem ser aproveitadas nas outras edições do GPA. Em Portugal e no Brasil.

 

Um verdadeiro projecto global, adaptado às realidades locais.

 

Finalmente: é impressionante como um viagem de avião, uma mudança de continente são fiáveis impulsionadores de criatividade, propulsores de ideias. Para actuais e futuros projectos.


| ... e mais assim! | partilhar

17 de Outubro de 2012
Por José Manuel Costa

Hoje, três anos depois de termos lançado o Nutrition Awards, tenho a certeza que Portugal está no bom caminho para ser pioneiro no desenvolvimento de um conjunto de acções que impulsionem a nutrição sustentável. Temos o conhecimento e a vontade de vários dos interessados, desde o sector privado, Governo, autarquias e ONG’S.

 

A terceira edição dos Nutrition Awards revelou que este tipo de iniciativas são cada vez mais pertinentes. É preciso valorizar o dinamismo e a inovação do sector agro-alimentar, com esta forma de mobilização ou outras.


Os Nutrition Awards são apenas o início da cadeia – e não o fim. É preciso continuar a trabalhar a nutrição sustentável de forma coerente, promovendo interesses mútuos num mundo de interdependências e continuar a criar pontes de relacionamento entre stakeholders e shareholderes.

 

Conheçam os premiados de ontem. 

 

E é esse desafio que a GCI desenvolve nas suas múltiplas actividades de consultoria de comunicação, envolvendo os parceiros certos e desenvolvendo projetos de Public Engagement, que apostam na mudança de mentalidades.

 

Agradeço o apoio que tem sido dado por todos os elementos do júri, assim como o apoio fundamental dos patrocinadores – APED, Continente, Fundação Calouste Gulbenkian e McDonald’s - que tornam possível a realização desta iniciativa. Este ano, à semelhança das edições anteriores, contámos – GCI e APN - com o apoio da APCER, que tem prestado um contributo inestimável ao nível da auditoria dos resultados.


Deixo-vos com o vídeo da ministra Assunção Cristas, que resume tudo o que é, hoje, o Nutrition Awards.

 

 

 


| ... e mais assim! | partilhar

1 de Outubro de 2012
Por José Manuel Costa

Em tempos, revelei as 10 lições que Dan Edelman, ao longo de seis décadas, foi deixando aos seus colaboradores e sucessores.

 

Hoje, 60 anos depois da Edelman ter sido oficialmente lançada, deixo-vos, em jeito de celebração, as 10 regras de Dan Edelman para os consultores de PR.

 

  1. Sejam flexíveis.

  2. Contem “a” grande história.

  3. Sejam rentáveis.

  4. Tirem notas

  5. Não discutam.

  6. Preocupem-se.

  7. Pesquisem.

  8. Sejam pró-activos.

  9. Negoceiem os clippings.

  10. Lembrem-se, esta é uma empresa de serviços.

 

Como é habitual em Dan, estes conselhos são bem-vindos para os colaboradores da Edelman, mas também para a concorrência.

 

Aproveitem-nos.


| ... e mais assim! | partilhar

27 de Setembro de 2012
Por José Manuel Costa

Há um mês falei de rentrée e de como as empresas precisavam de começar a preocuparem-se com o pós-crise. Disse que as empresas teriam de começar a repensar as suas estruturas e irão fazê-lo proactivamente ou obrigadas.

 

Continuo a acreditar que esta é uma excelente época para novas parcerias, negócios e projectos. Por isso aproveito este espaço para publicar a entrevista que recentemente dei ao Meios & Publicidade.

 

Isto é a GCI. 

 

 

 

 

 

 

 


| ... e mais assim! | partilhar


Perfil
Pesquisa
 
Artigos recentes

Confiança – um longo cami...

Os projectos que derrotam...

Nutrition Awards: renovaç...

GPA Brasil: nova edição a...

Portugal, Brasil e as par...

Integração

Expansão lusófona

Economia Verde: o novo pr...

Cooperação brasileira

Dan Edelman (1920-2013)

Ligações
Arquivo

Janeiro 2015

Junho 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Categorias

todas as tags

Subscrever feeds