Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

José Manuel Costa

José Manuel Costa

Cooperação brasileira

21.01.13, José Manuel Costa
A crise e as necessidades de curto prazo parecem ter arrefecido o apetite das empresas portuguesas pelo triângulo – agora quadrado – Portugal, Brasil, Angola e Moçambique, uma ponte estratégica que une três continentes em diferentes fases de desenvolvimento.

É uma decisão estratégica, mas nem sempre a mais correcta.

Estou em São Paulo e não dá para ignorar a importância que a cooperação com o Brasil tem e terá no desenvolvimento das empresas de ambos os países. E na ligação a Angola, Moçambique e Cabo Verde.

O crescimento do Green Project Awards pode ser um case study sobre como as marcas podem crescer, de forma sustentada, na complexidade de tantos mercados, com afinidades culturais mas, como é óbvio, com diferenças ao nível das necessidades.

É aqui, aliás, que pode estar a chave para o sucesso das parcerias.

O GPA Brasil vai ajudar Portugal e as empresas portuguesas a exportar conhecimento e projectos para o mercado brasileiro. Mas irá também beber do sucesso que muitas estratégias de economia verde têm neste mercado gigantesco, estratégico para todas as empresas de todas as dimensões.

É no output deste processo de intercâmbio de ideias e realidades distintas, de aprendizagem mútua, que estará o futuro das multinacionais de língua portuguesa. A GCI, como várias vezes tenho dito, quer fazer parte deste processo.