Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

José Manuel Costa

José Manuel Costa

A Casa das Histórias está de parabéns

29.09.09, José Manuel Costa

 

Paula Rego is one of the greatests living painters”. A frase, que pertence à crítica de arte do Financial Times, Jackie Wullschlager, não é nova. Nem em Portugal e, muito menos, no estrangeiro.

 

Mas a forma como o nosso país costuma esquecer-se dos seus grandes cidadãos em vida – homenageando-os apenas em morte – diz muito da visão da Câmara Municipal de Cascais e da Casa das Histórias Paula Rego, que há duas semanas abriu ao público.

 

O projecto é de louvar em todos os aspectos. Desde a ideia, a forma como ela tem sido colocada em prática,  passando pelo magnífico projecto arquitectónico de Eduardo Souto de Moura. Paula Rego, de 73 anos e natural do Estoril, já merecia um espaço assim no país onde nasceu, cresceu e viveu grande parte da vida.

 

Não tenho dúvidas que a Casa das Histórias Paula Rego chamará milhares de pessoas a Cascais – e será, dentro de pouco tempo, um dos ex-líbris culturais da Grande Lisboa.

 

O Financial Times diz que em boa hora Paula Rego “voltou” ao local que a viu nascer. Tal como, um dia, Francis Bacon, Dali ou Chagall o fizeram através da sua arte.