Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

José Manuel Costa

José Manuel Costa

A minha contribuição para a silly season

18.08.10, José Manuel Costa

Enquanto que por cá alguma silly season continua a tomar conta dos noticiários, vale a pena voltar uns meses atrás e ao pedido do Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva: "Neste tempo difícil que atravessamos, os portugueses devem fazer turismo no seu próprio país, pois é uma ajuda preciosa para ultrapassar a situação difícil em que o país se encontra".

 

Apesar de alguma polémica subsequente, a verdade é que Aníbal Cavaco Silva, pelos vistos, não esteve sozinho nesse pedido e na mensagem que, com ele, procurou passar.

 

O primeiro-ministro italiano, Sílvio Berlusconi, veio à televisão apelar aos seus concidadãos para passarem as férias em Itália, enquanto o presidente francês, Nicolas Sarkozy, optou este ano por passar alguns dias de descanso em Cap Nègre, na Riviera francesa.

 

Angela Merkel, chanceler alemã, vai ficar pelo sul tirolês (de que lado da fronteira permanece uma incógnita, pelo menos para mim) – talvez pela beleza da paisagem onde pernoitou durante a odisseia intercontinental de Abril último.

 

Também David Cameron não se ausentará, vai ficar por Cornwall – tal como Ed Milliband, curiosamente –, enquanto José Luís Zapatero rumará a Castela e Leão.

 

Estes simbólicos destinos de férias dos líderes europeus passam diferentes mensagens para os seus cidadãos: os alemães, suecos, dinamarqueses e belgas continuam a viajar muito para fora, ao contrário dos ingleses e irlandeses.

 

E aqui fica a minha contribuição para a silly season. Até amanhã.