Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

José Manuel Costa

José Manuel Costa

Empresas espanholas criam entidade para recuperar a imagem do País

14.03.11, José Manuel Costa

El Corte Inglés, Telefónica, Santander e Repsol são algumas das empresas que fazem parte do grupo fundador de um organismo que pretende melhorar a competitividade do núcleo empresarial espanhol – servindo, simultaneamente, de bloco de força e credibilidade internacional.

 

Não é a primeira vez que nuestros hermanos o fazem. Há um ano, as Câmaras de Comércio espanholas e várias empresas do IBEX 35 já tinham lançado a campanha Esto Solo lo Arreglamos Entre Todos, para tentar aumentar o nível de confiança e moral dos cidadãos espanhóis.

 

Esta nova estrutura – Conselho Empresarial para a Competitividade – é composta pelo Instituto de Empresas Familiares espanhol e por 17 das maiores empresas daquele País.

 

Para percebermos a importância deste conselho na realidade espanhola, basta ver quem é o presidente: César Alierta, o presidente da Telefónica.

 

“As companhias espanholas não merecem ser alvo de desconfiança internacional”, começou por explicar Alierta, citado pelo El País.


Emílio Botin (Santander), Francisco González (BBVA), o presidente do Real Madrid, Florentino Pérez (ACS), António Brufau (Repsol), Pablo Isla (Inditex) ou Ignacio Galán (Iberdrola) são outros dos nomes que integram este conselho.

 

O conselho é constituído por empresas cujo valor de facturação conjunto soma 35,2% do PIB espanhol, sendo responsável pelo emprego de 1,7 milhões de pessoas.

A marca espanhola está a ser penalizada no mercado internacional - e estes empresários e líderes empresariais sabem-no melhor que ninguém. Tentar reverter esta situação é outro dos objectivos deste conselho. Deixo-vos uma pergunta: não deveríamos estar a desenvolver, em Portugal, um projecto semelhante?