Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

José Manuel Costa

José Manuel Costa

A arte do Centro Colombo e a democratização da cultura

31.03.11, José Manuel Costa

De hoje e até Outubro, o Centro Colombo vai democratizar o acesso à cultura e arte, através de uma parceria com o Museu Colecção Berardo.

 

A partir de hoje é já possível ver, na Praça Central do Colombo, uma instalação de Joana Vasconcelos – “Coração Independente Vermelho” – que faz parte da exposição “Quatro Elementos, Quatro Artistas”.

 

Vale a pena estar atento a esta parceria, que coloca o Colombo na vanguarda da divulgação das actividades culturais, e respectiva abertura à sociedade civil.

 

Será certamente o início de um projecto que levará o Centro Colombo a outros movimentos artísticos e parceiros culturais, mas destaco, desde já, a parceria com o Museu Colecção Berardo, um dos maiores impulsionadores de arte em Portugal.

 

Se (ainda) há parcerias (chamadas de) win-win, esta é uma delas. Por um lado, permite aos visitantes – aos milhares de visitantes – do Colombo o acesso imediato a obras de arte que, normalmente, estão apenas expostas em museus ou outros centros especializados em arte.

 

Ao contactarem de perto com estas obras, acredito que a grande parte dos visitantes do centro ficarão com curiosidade em saber mais, aprofundar essa mesma curiosidade, podendo-o fazer, certamente, no Museu Colecção Berardo – ou outro museu português. E é, de facto, uma abertura fantástica do Museu Berardo a uma realidade à qual não estará habituado, o que é de valorizar.

 

É mais um projecto de mudança de mentalidades português. Como tenho referido várias vezes por aqui, este é o território natural das consultoras de Public Relations (aliás, a GCI esteve envolvida neste projecto). Estou certo ninguém ficará indiferente a esta democratização da cultura.